Trombose venosa profunda: entenda os sintomas e tratamentos

Mulher branca com a mão na perna sentindo dor por causa da trombose venosa profunda.

Você já ouviu falar sobre Trombose Venosa Profunda? Essa condição pode passar despercebida até manifestar sintomas como inchaço, vermelhidão e dor intensa.

Surpreendentemente, a incidência dessa doença é significativa, com milhares de casos diagnosticados anualmente no Brasil.

A importância de compreender a Trombose Venosa Profunda reside não apenas em sua prevalência, mas também nas graves complicações que pode acarretar se não for tratada adequadamente.

Pensando nisso, nesse artigo desvendaremos as principais questões envolvendo a TVP, desde os sintomas até os tratamentos disponíveis.

Continue lendo para uma jornada informativa sobre como proteger sua saúde vascular!

O que é trombose venosa profunda?

A Trombose Venosa Profunda (TVP) é uma condição médica séria, que acontece quando se formam coágulos de sangue em veias profundas do corpo, frequentemente nas pernas.

Este processo pode interromper o fluxo normal do sangue, causando sintomas como inchaço, vermelhidão e dor intensa na região afetada.

Reconhecer os sintomas é crucial para um diagnóstico precoce e tratamento eficaz, evitando complicações graves como a embolia pulmonar, que pode ser fatal.

Principais sintomas da trombose venosa profunda

Primeiramente, o inchaço em uma das pernas é um dos sintomas de trombose venosa profunda. Diferente de outras causas de inchaço, na TVP ele geralmente afeta apenas uma perna. Além disso, a área afetada pode apresentar vermelhidão e sentir-se quente ao toque.

Outra queixa frequente é a dor na perna afetada, essa dor pode começar no pé e se espalhar para cima, intensificando-se ao ficar em pé ou ao caminhar.

E não para por aí. Muitas vezes, a pele na região do coágulo pode parecer mais azulada ou pálida comparada ao resto do corpo. Sensação de tensão ou rigidez muscular na perna também são indicativos de alerta.

Diante desses sinais, é fundamental procurar ajuda médica imediatamente para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado.

Principais causas 

As principais causas da trombose venosa profunda vão além do que muitas vezes imaginamos. Essa condição não está apenas relacionada às longas horas de viagem. A imobilidade prolongada é um fator crucial, seja por viagens aéreas ou terrestres, onde ficamos sentados na mesma posição por horas, mas há mais nesse cenário.

Fatores de risco incluem, mas não se limitam a, cirurgias recentes, principalmente aquelas envolvendo a região abdominal ou pélvica, hospitalização prolongada ou repouso no leito.

Outros fatores de risco englobam histórico familiar de trombose venosa profunda, uso de anticoncepcionais ou terapia hormonal, gravidez e o pós-parto.

Além disso, condições médicas como câncer e distúrbios de coagulação também elevam as chances de desenvolver essa condição.

Como prevenir a trombose venosa profunda?

Prevenir a TVP é crucial para manter uma saúde vascular saudável e evitar complicações sérias. Uma das chaves para a prevenção está em adotar um estilo de vida ativo.

Nesse sentido, é importante incluir exercícios regulares na rotina, mantenha um peso saudável e evitar longos períodos de imobilidade, especialmente durante viagens longas.

Se você trabalha sentado por muitas horas, faça pausas frequentes para caminhar e se alongar. A hidratação também é crucial, pois beber bastante água ajuda a manter a fluidez do sangue.

Por fim, pessoas com histórico pessoal ou familiar de trombose venosa profunda devem considerar consultas regulares com um especialista.

Em alguns casos, pode ser recomendado o uso de meias de compressão ou até mesmo tratamentos preventivos com anticoagulantes.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico geralmente envolve uma combinação de exames físicos e testes específicos realizados por um médico especialista. Veja como geralmente é feito:

Exame físico

  • Inspeção da região afetada, verificando inchaço, calor, descoloração e sensibilidade;
  • Palpação para detectar cordões endurecidos (trombos) ao longo das veias;
  • Avaliação da circulação e dos sinais vitais;

Testes de imagem

  • Ultrassom Doppler: é o exame padrão para diagnosticar TVP. Utiliza ondas sonoras para visualizar o fluxo sanguíneo e identificar possíveis obstruções;
  • Venografia: injeção de um contraste nas veias para visualizar por raio-X e identificar trombos;
  • Tomografia computadorizada (TC) ou Ressonância magnética (RM): podem ser utilizadas para visualizar os vasos sanguíneos e detectar trombos.

Exames laboratoriais

  • D-dímero: marcador sanguíneo que pode estar elevado na presença de um coágulo. Níveis normais podem ajudar a descartar TVP.

Assim, a combinação de exames físicos, testes de imagem e análises laboratoriais proporciona uma avaliação abrangente para um diagnóstico preciso desse tipo de trombose.

Principais tratamentos para trombose venosa profunda

Assim, até aqui exploramos as principais informações sobre a Trombose Venosa Profunda, uma condição séria que afeta milhares de brasileiros anualmente. Desde a definição do que é até os principais sintomas, e causas, nosso objetivo foi proporcionar um guia abrangente para ajudá-lo a entender melhor essa doença e suas implicações na saúde vascular.

Agende uma consulta com o Dr. Gustavo Marcatto e fazer uma avaliação vascular para verificar qual o melhor tipo de tratamento disponível para o seu caso.